top of page

Experiências à flor da pele

Atualizado: 3 de out. de 2022



A tatuagem é uma forma de expressão que vai além da razão. É uma arte que eterniza histórias, emoções, pessoas e momentos em uma experiência que envolve a escolha dos elementos, as cores, a parte do corpo, os estúdios, os tatuadores e quem será a companhia para assistir ou, até mesmo, fazer a mesma tatuagem.


Essa expressão artística cheia de personalidade e subjetividade é bem antiga. A primeira de que se tem notícia foi vista em um homem de gelo de 5,3 mil anos de idade. Ötzi, como é conhecido, tem mais de 50 tatuagens da cabeça aos pés, com linhas e cruzamentos localizados, principalmente, nas articulações e ao longo das costas, e foram produzidas com cortes finos na pele e carvão.



Segundo Célia Maria Antonaci Ramos, autora do livro Teorias da Tatuagem, um dos objetivos da tatuagem “seria permitir ao indivíduo registrar sua própria história, carregando-a na pele em seus constantes deslocamentos”.


Atualmente, a cultura da tatuagem está muito presente no mundo do futebol. Tanto que foi tema do documentário “Tattoos Boleiras”, feito pela Umbro e por um dos principais canais de futebol no YouTube, o Peleja, contando diversas histórias sobre esse universo.





Mas ela chegou também ao universo infantil, como brindes em gomas de mascar, por exemplo. Em 1998, a Mattel lançou a Barbie Butterfly Art que vinha com tatuagem lavável. E essas tatuagens temporárias avançaram para o mundo do marketing.




Tatuagem e o marketing


A Chevrolet, patrocinadora do Lollapalooza Brasil, montou um estúdio de tatuagem dentro da edição de 2022 do festival, em uma área totalmente estilizada, oferecendo atendimento gratuito de tatuadores renomados e segurança aos participantes.


O Vasco foi além e entrou para o Guiness Book, com a ação "Vasco na Pele" que, após pouco mais de 22 horas no ar, bateu a meta de 806 tatuagens, superando o último feito semelhante registrado pelo livro dos recordes, que tatuou 801 pessoas em 24 horas. A ação consistia em retribuir o torcedor que tatuasse a cruz símbolo do clube carioca, com o novo modelo de camisa, criado em parceria com a Penalty e a Cavalera, e continuou após bater o recorde, tatuando alguns torcedores que permaneceram na fila.




O serviço de streaming NOW TV ofereceu 100 tattoos para os fãs da série Game of Thrones, da HBO, durante uma ação que durou dois dias.


Uma promoção da Domino´s, na Rússia, oferecia gratuitamente 100 pizzas por ano (durante 100 anos) a quem tatuasse a marca da pizzaria. O sucesso foi tanto que precisaram mudar as regras da promoção, limitando a quantidade de ganhadores e a duração da premiação. Em seguida, foi preciso antecipar o encerramento, devido ao alto número de pessoas dispostas a tudo para ter pizza de graça.


Ativação com tatuagem


Com a Claro, fizemos uma ação com flash tattoos nos pontos de venda, para que o consumidor pudesse personalizar a capa dos seus celulares. Os espaços tiveram cenografia inspirada em estúdios de tatuagem e promotores tatuados e estilosos.



A tatuagem se uniu à viagem na ação de captação de leads para a Águia Branca, com prestação de serviços e distribuição de brindes, como filtro solar, picolé, stand up paddle e tatuagens temporárias com a mensagem “eu amo viajar.”




Tatuagens e a percepção do público

O Instituto QualiBest realizou uma pesquisa, em 2018, para saber como as pessoas enxergam a arte, com 1.874 entrevistados, maiores de 18 anos, em todo o país, das classes A, B e C.

  • 27% possuem tatuagem, sendo que 34% das mulheres afirmaram ter alguma, contra 19% dos homens.

  • 22% das mulheres realizaram tatuagem depois dos 30 anos, contra 5% dos homens.

  • Mais da metade dos que responderam “sim” possuem tatuagem no braço (54%), principalmente os homens (68%).

  • 39% tatuaram as costas e outros locais comuns são perna (25%), ombro (18%), pé (14%), costela (11%) e barriga (6%).

  • Nos pés, as mulheres tatuam muito mais que os homens, somando 21%, enquanto eles são apenas 3%.

  • 39% dos entrevistados acreditam que as tatuagens deixam as pessoas mais bonitas.

  • 62% daqueles que já possuem a arte corporal, faria outra.


Em 2014, a revista Superinteressante realizou um censo com cerca de 80 mil pessoas, por meio de redes sociais e descobriu que:

  • As pessoas tatuadas tinham entre 19 e 25 anos.

  • Eram formadas ou estavam no ensino superior.

  • A maior parte eram mulheres.

  • As tatuagens mais feitas em 2010 eram símbolos (20,2%), frases (15,6%) e animais (12,9%).


As pessoas tatuam personagens e pessoas, lugares e frases. Tem quem tatue a marca de uma instituição que o ajudou a realizar algum sonho, a logo do lugar onde trabalha ou até a meta da empresa e acabe virando notícia. E tem aquelas tatuagens que transformam cicatrizes em obras de arte, em ações muitas vezes realizadas gratuitamente pelos tatuadores. As motivações são diversas e todas têm muito mais significados do que é possível traduzir em palavras.



Curtiu? Temos dicas de livros para quem se interessou pelo tema:






48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page